Elder Passos/Veiga Valle

O legado do escultor e santeiro goiano Veiga Valle (1806-1874), apresentado por um de seus maiores conhecedores. Neste documentário, Elder Passos e Antolinda Borges (Tia Tó) contam a história de como foi criado o Museu de Arte Sacra da Boa Morte, na cidade de Goiás, que reúne o maior acervo de obras de Veiga e é um dos espaços museais mais visitados da antiga capital.

Realizadores: Carlos Cipriano e Carminha Lombardi
Minutagem: 15min44s

Ficha Técnica

Direção: Carlos Cipriano e Carminha Lombardi
Produção: Bruna Vinsky e Sankirtana Dharma
Direção de fotografia e câmera: Matheus Leandro Amorim
Assistência de câmera: Daniel Oliveira
Som direto: Daniel Duarte
Assistência de som / microfonista: Marcelo Emos
Som adicional e edição de som: Sankirtana Dharma
Direção de arte: Victor Hugo Diniz
Montagem e colorização: Hugo Crisóstomo
Roteiro Montagem adicional e créditos: Sankirtana Dharma
Produção executiva: Bruna Vinsky
Direção de produção: Sankirtana Dharma
Produção local: Raquel Otto
Assistência de produção: Rafael Freire
Still: Júlio Cesar Mahr
Maquiagem e cabelo: Carola Mesquita
Música: "Canção para a Lua Cheia" (Fernando Cupertino).

Classificação Indicativa:

Livre