O Festival Internacional de Cinema e Vídeo Ambiental (Fica) é um dos principais e mais importantes festivais de cinema no cenário nacional. Além de ser um dos mais relevantes projetos culturais desenvolvidos pelo governo de Goiás, por meio da Secretaria de Estado de Cultura.

O Fica nasceu sob a motivação de propagar as potencialidades de Goiás para um cenário internacional. Idealizado Luiz Felipe Gabriel, Jaime Sautchuk, Adnair França e Luís Gonzaga, o festival marcou um novo momento da cultura em Goiás, com a sua primeira edição realizada em 1999, tendo como coordenador-geral do evento, o cineasta João Batista de Andrade. 

O Fica exibe e premia obras em vídeo e película cuja temática é a defesa da qualidade de vida na Terra. Em vinte anos de edição, o festival teve como palco fixo a cidade de Goiás e consolidou-se como uma grande amostragem do cinema ambiental de todo o mundo, descrevendo uma trajetória de êxito que se materializa pelo crescente número de países participantes.

Além de aquecer o turismo e a economia local, o Festival gera em torno de si uma série de atividades ligadas ao cinema e ao meio ambiente, agregando produtores, realizadores e divulgadores do cinema ecológico e uma enriquecedora troca de experiência por meio de debates e oficinas.

Como resultado, criou uma cultura de cinema em Goiás, com o surgimento de diversos cursos superiores na área, e cineastas de grande talento que foram formados pelo Festival. E o setor de audiovisual passou a representar uma importante atividade econômica, gerando emprego e renda em todo o estado. 

Por conta da pandemia de Covid-19, que acometeu todo o mundo, a 21 edição do evento será realizada neste ano de 2020 de forma totalmente digital, porém, mantendo a qualidade que o referencia.