Em seis dias de evento, foram contabilizados mais de 8 mil acessos. Brasil lidera ranking de espectadores

O Governo de Goiás e a Secretaria de Estado de Cultura (Secult) comemoram mais um saldo positivo da 21ª edição do Festival Internacional de Cinema e Vídeo Ambiental (Fica 2020). Realizado entre 16 e 21 de novembro, em formato digital em razão da pandemia de Covid-19, o festival contabilizou um número recorde de acessos ao site do evento.

Conforme avaliação de tráfego da web e análise de dados, em seis dias de programação, o Fica somou, em visualizações e participações nas atividades formativas (oficinas, mesas e palestras), 3.190 pessoas. Outras 512 participaram da votação de júri popular para os filmes da mostra oficial do festival.

Nas exibições das duas mostras, Washington Novaes e ABD Cine Goiás (Vimeo), foram registradas 4.568 visualizações. Ao todo, a soma chegou a mais de 8 mil internautas no portal do festival, durante a semana.

E o Brasil novamente é destaque nessa conta, pois, além do maior número de filmes inscritos na competição desta edição do Fica, com 226 produções, o País também liderou no tráfego de acessos ao site e na programação, com 4.326 pessoas. Dados que comprovam a relevância do festival, não só para os brasileiros, mas, também, para o público estrangeiro.

A atuação internacional marcou significativa presença no evento, sendo 40 visualizações da Espanha, seguida por 33 de Portugal, 32 dos Estados Unidos, 24 da França e 15 da Alemanha.  Outros 18 países prestigiaram o Fica: Argentina, Uruguai, México, Suécia, Peru, Honduras, Israel, Austrália, Dinamarca, Itália, Colômbia, Nova Zelândia, Canadá, Suíça, Reino Unido, Senegal, Bélgica e Costa Rica.

O governador Ronaldo Caiado celebrou com alegria o resultado de tanto esforço para a concretização do 21º Fica, que mesmo sendo realizado em um ano tão atípico e em formato digital, não perdeu em nada na qualidade que o referencia ao longo desses 20 anos. O governador já sinalizou para a continuidade do festival em 2021, na histórica cidade de Goiás, berço cultural do Fica.

O secretário de Cultura, Adriano Baldy, afirmou que os números do festival falam por si. “Em meio a desafios e às incertezas do momento, fizemos um festival exitoso, e o retorno é excelente. Além de chegarmos à mesma média de inscrições das edições anteriores, tivemos um saldo positivo de atuações e participações no festival”, disse. “Isso nos traz grande satisfação e orgulho de termos conseguido, com o importante apoio do governador Ronaldo Caiado, apresentar aos goianos esse evento tão singular e tão representativo para Goiás”, comemorou Baldy.